• Nathanael Modesto

Biópsia da próstata, quais as indicações e como é feita.


Biópsia da próstata é um procedimento minimamente invasivo no qual amostras de tecido prostático são obtidas e avaliadas afim de detectar presença de câncer. Este procedimento é geralmente realizado pelo urologista no consultório.

Embora geralmente segura a biópsia da próstata é um procedimento invasivo e suas indicações são limitadas para um grupo definido de pacientes. No grupo de homens em que é recomendável fazer o rastreio de câncer da próstata faz-se o exame digital da próstata (toque retal) e o exame de PSA. Alterações ao toque retal como assimetrias, nódulos e endurações, bem como elevação no PSA são as principais indicações de biópsia da próstata. Exames mais modernos como ressonância (RNM) multiparamétrica da próstata tambem podem mostrar áreas suspeitas de câncer.

Anatomia da próstata: A próstata é uma glândula localizada na base da bexiga e que circunda a porção inicial da uretra. Ela é composta por tecido glandular e muscular. Secreções da próstata, deferentes e vesículas seminais contribuem para a composição do semen (ou esperma). A próstata é dividida em 3 zonas: Periférica (70% do volume), Central (25% do volume) e transicional (5% do volume). Cerca de 85% dos cânceres de próstata desenvolvem-se na zona periférica.

A biópsia pode ser guiada manualmente, mas o uso da ultrassonografia transretal aumenta a acurácia, é um exame acessível e geralmente bem tolerado. Outras modalidades de imagem como ressonância magnética (RNM) ou tomografia (TC) também podem ser usadas. Outras abordagens como a via transperineal ou transuretral podem ser realizadas em casos selecionados.

Fazem parte do preparo o uso de ansiolíticos, confirmação da ausência de infecção urinária e uso de antibiótico profilático (pois reduz significativamente o risco de complicação infecciosa grave). O uso de tópicos retais é controverso e portanto não é obrigatório. Para alívio do incômodo faz-se aplicação de anestesia local ou até mesmo acompanhamento conjunto com anestesista para sedação.

Em geral são retirados cerca de 12 fragmentos (6 de cada lado da próstata). Em alguns casos podem ser retirados 18, 24 ou até mais fragmentos. O material colhido é enviado ao médico patologista para análise e diagnóstico.

Após o procedimento os pacientes são orientados sobre retorno às atividades de rotina, sobre possíveis sintomas e como conduzi-los. Pequeno sangramento retal, na urina e no esperma são comuns nos primeiros dias após procedimento e geralmente melhoram espontaneamente. Em caso de persistência do sangramento, sinais de infecção ou obstrução urinária o urologista deve ser consultado.

#prostata #biopsia #cancer #adenocarcinoma

342 visualizações
  • Wix Facebook page
  • Instagram ícone social

Life Center - Av. Cardoso de Sá, 312, Vila dos Ingás, Petrolina-PE, Tel: (87) 3862-6081 / 3864-2830

Whatsapp: (87) 98812-9737
Instituto Valler - Rua do Paraíso, 230, Santo Amaro, Juazeiro-BA, Tel: (74) 3611-7282
Clínica do Coração - Rua Joaquim Rodrigues Nogueira, 265, Centro, Araripina-PE, Tel (87) 3873-3030

©2018 by Dr. Nathanael Modesto